Sindicato dos Arquitetos e Urbanistas
no Estado do Rio de Janeiro

 

Notícias

  24/11/2019

Um Salve a Clóvis Ingelfritz da Silva. Nossos sentimentos e condolências.

É com grande pesar a todos nós, que o campo da arquitetura e urbanismo se despede de Clóvis Ingenfritz - arquiteto e urbanista, ex-presidente e fundador da FNA. De forte atuação política, Clóvis fora um importante militante e pioneiro nas lutas pela defesa da função social da arquitetura e urbanismo. 

Nas palavras de Jeferson Salazar, presidente do CAU-RJ   "Clóvis foi, e continuará sendo, uma grande referência moral e de compromisso social para mim e diversas gerações de arquitetos e urbanistas brasileiros. Nesse contexto de tristeza e dor, me lembro dos versos de John Donne, poeta inglês, 1572-1631, que inspirou Ernest Hemingway para o título do seu romance “Por Quem os Sinos Dobram”, 1940: “Nenhum homem é uma ilha, inteiramente isolado, todo homem é um pedaço de um continente, uma parte de um todo. Se um torrão de terra for levado pelas águas até o mar, a Europa fica diminuída, como se fosse um promontório, como se fosse o solar de teus amigos ou o teu próprio; a morte de qualquer homem me diminui, porque sou parte do gênero humano. E por isso não perguntai: Por quem os sinos dobram; eles dobram por vós.”  Clóvis leva um pouco de cada um de nós. Entretanto, nos deixa um exemplo de vida que pode nos tornar um pouco maiores. Para tanto, temos o desafio de cuidar e regar a semente deixada para que ela germine, cresça e floresça, dando à esperança não apenas um sonho, uma utopia, mas uma possibilidade real de um futuro melhor para todos"

Para o presidente do CAU/BR, Luciano Guimarães, “o ano de 2019 tem sido cruel para a Arquitetura Social do país. Nem bem nos recuperamos da morte de Demetre Anastassakis, em julho, agora recebemos o baque da perda de Clóvis Infeltrifz da Silva. Sua obra expressou exemplarmente a diretriz da função social da Arquitetura formulada pelo I Congresso Brasileiro de Arquitetos realizado em 1945 e desde então sempre reforçada. Seu pioneirismo na implantação de um projeto de assistência técnica para habitação de interesse social, na década de 1970, em Porto Alegre, foi a semente da ATHIS no país. A morte de Clóvis causa uma enorme tristeza. A Arquitetura e Urbanismo, nossos colegas e o país perdem um guerreiro do bem”.

Sempre dividindo-se entre o trabalho profissional com habitação social e entidades de lutas da categoria, Clóvis foi um dos pioneiros na defesa da assistencia técnica pública e gratuita e no trabalho que embasou e garantiu a concepção e criação da Lei 11.888/2008 que assegura o direito das famílias de baixa renda à assistência técnica pública e gratuita para o projeto e a construção de habitação de interesse social, como parte integrante do direito social à moradia.

Para Rodrigo Bertamé presidente do SARJ, "O pesar da perda de um lutador histórico como Clóvis precisa se reverter no fortalecimento do legado. cabe a nós, a nossas entidades e nossos corpos dar continuidade a esta história tão bem traçada e mantê-lo vivo nas lutas, de forma que nosso adeus não seja em vão. Que a tragetória que Clóvis traçou nesta vida nos sirva de exemplo e aprendizado, e nos fortaleça a seguir em frente, transformando sua vida em sementes respeitando, admirando e fortalecendo este legado. Assim deixamos nosso adeus ao Clóvis, e que sejamos capazes de manter a sua luta viva e passemos esta luta a muitas outras gerações que virão após nós. Fica com Deus". 

 


•  Veja outras notícias
 
SARJ - Sindicato dos Arquitetos e Urbanistas no Estado do Rio de Janeiro - CNPJ 34.262.469/0001-10
Avenida Venezuela, 131  -  Salas 811 a 815  -  Saúde  -  Cep: 20081-311  -  Rio de Janeiro / RJ
Fone: (21) 2240-1181    •    E-mail: diretoria2018@sarj.org.br